O que é amor?

sarah-blog4

 

No dicionário, uma das definições de amor, diz: “Sentimento que induz a aproximar, a proteger ou a conservar a pessoa pela qual se sente afeição ou atração”.

E na vida? É só isso?

É diferente a teoria da prática. Sentir, é mais do que só ouvir definições.

Acredito que tal sentimento tem “sintomas” diferentes de pessoa pra pessoa. Pra mim, amor é querer cuidar mais do que cuida de si, se preocupar, chorar e sorrir junto, brigar quando necessário e, logo fazer as pazes. É querer abraçar a todo tempo. Querer estar perto a todo momento e não conseguir ir embora, quando isso acontece. É acordar se perguntando com o que ele sonhou e dormir esperando que ele pense em você ao deitar na cama.

É sentir as tais borboletas no estômago, sempre que o celular vibra e você vê que é ele. Conversar por horas e querer que elas não passem pra que possam conversar mais. É sentir ciúmes. Querer que ele fale contigo o dia todo. É deixar o orgulho de lado e chamá-lo pra conversar, quando algo tá errado. É pensar nele quando precisa de alguém pra desabafar. É sorrir com um simples “Oi”. Chorar de preocupação quando algo acontece a ele. Ver beleza, onde muitos só veem problemas. Enxergar os defeitos e, mesmo assim, continuar amando por que eles são pequenos demais, comparados ao amor.

Amar é perdoar o que os outros julgam imperdoável. Esquecer como é a vida sem ele porque, agora, tudo é melhor, mais feliz, tudo faz mais sentido. É sentir saudade. Ter medo de perder. Querer a felicidade dele, mesmo que custe a sua. É passar por cima de limitações. É, muitas vezes, deixar suas vontades de lado, pra satisfazer as dele. Brincar igual criança. Tirar sorrisos espontâneos. É dar valor às pequenas coisas. A primeira vez de mãos dadas? É quase um sonho. É querer registrar cada momento na memória, pra nunca esquecer. Ver no outro, um porto seguro, no qual você pode atracar e se proteger da tempestade.

Amar é fazer programas chatos que ele gosta, só pelo prazer de ficar mais tempo junto. Ter a sensação, de que nada faria sentido, se ele não estivesse ao seu lado. É querer tanto o bem estar da pessoa que, se fosse possível, tomaria para si, toda  dor e sofrimento que ele tá sentindo. É dar sua vida, se houvesse necessidade.

É clicar no botão “stop” quando a pessoa chega e, tudo à sua volta, parar… Só existe silêncio, em volta. É olhar nos olhos porque só ele te enxerga através deles. É criar planos pro futuro que, na sua cabeça, só existe se ele estiver presente. É perder o chão e esquecer que existe gravidade. É medo de ser trocado. Por mais bobo que seja, é  pensar em nomes pros seus filhos e pro cachorro. É se sentir à vontade de dizer o que sente, porque sabe que ele não vai te julgar. É confiar. Se importar com a opinião dele pra cada detalhe. É querer estar presente em cada momento da vida dele.

Amar é, acima de tudo, não saber o que sente. Amar é não sentir nada e tudo, ao mesmo tempo. É não conseguir descrever o amor e, mesmo assim, tentar.

Quando existe amor, o “para sempre” é pouco.

Anúncios

2 comentários sobre “O que é amor?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s